Eu recebo muitas mensagens e e-mails de pessoas pedindo ajuda para montar sua primeira viagem sozinha, por isso resolvi fazer o post 10 dicas para viajar por conta própria.

Montar uma viagem por conta própria pode parecer um pouco assustador ou se sentir um pouco perdida, mas juro para você que não é difícil, você só tem que ficar atenta a certos detalhes e pesquisar, mas juro que irá valer a pena! Você conseguirá economizar um bocado e ainda terá mais liberdade na hora de montar o seu roteiro.

Por isso, eu separei algumas dicas e montei um Guia de Viagem completo para te ajudar a montar a sua viagem sozinha (viu como sou boazinha 😉 kkkk), mas se ainda assim você não se sentir segura, aconselho a procurar uma agência de turismo para te ajudar,  sempre pesquisando mais de uma opção e comparando os preços e a qualidade do serviço, para não cair em furada.

Vamos as dicas!

1- Escolhendo o destino

A primeira coisa que você deve fazer é escolher o seu destino da viagem, parece meio óbvio mais eu vou explicar melhor como isso pode fazer com que você economize.

Bom, você deve ter pelo menos umas 4 opções, pois as promoções nem sempre vão acontecer para o seu destino preferido e se ocorrerem, nem sempre vão acontecer na época que você pode viajar. Sendo assim, tenha algumas alternativasdessa forma você consegue pesquisar e comparar preços e no final escolher a opção mais em conta.

Crie uma wish list com destinos que você quer visitar, nessa lista você deve incluir a melhor época para visitar aquele local , lembrando que baixa temporada é sempre mais barato, mas tem outros fatores que tem que levar em conta: tem países como o Caribe, que tem épocas de furacões, outros como a Ásia, que tem a época de monções, por isso pesquise mais sobre o destino que você quer visitar, coloque na lista quando é a melhor época para visitar, quando é a pior, quando é  baixa temporada… Esse tipo de informação você consegue fácil fácil no Google, basta pesquisar ” Melhor época para visitar NOME DO DESTINO”.

 

2- Orçamento

Depois que definir os destinos que deseja viajar e a melhor época (melhor custo benefício), está na hora de você definir o seu orçamento, mesmo economizando bastante com certas estratégias, ainda assim devemos ser realistas. Não dá para viajar para Bora Bora gastando mil Reais. Coloque na ponta do lápis quanto você tem disponível para gastar nessa viagem.

 

3- Compare a lista de destinos com o seu orçamento

Nesse momento que você verá se os seus destinos estão de acordo com o seu orçamento, aqui você tem que levar em conta não só o custo da passagem e da hospedagem, mas da alimentação, passeios e transporte. Existem diversas ferramentas que te ajudam a ter uma estimativa dos gastos, fiz um post falando sobre essas ferramentas aqui.

 

4- Passagens

Você sempre deve comprar primeiro as passagens, como já falei em diversos post aqui no blog, o preço da passagem varia bastante de um dia para o outro, por isso, compre primeiro a passagem depois reserve o hotel.

Para economizar com passagens aéreas precisa pesquisar, os sites agregadores de passagens são ótimos para isso (Skyscanner, Tripadvisor, Google Flights, CheapOair e Momondo, são alguns exemplos), com eles você consegue ver quando é o dia e o mês mais barato e ainda qual a companhia que está oferecendo o melhor preço. Sempre compare em vários sites e confira também no site da companhia aérea.

Se quiser saber qual a melhor época para comprar a passagem, confere esse post aqui.

 

5- Precaução

Antes de comprar as passagens fique bem a atenta a alguns detalhes:

Primeiro: quando comprar uma passagem promocional fique a tenta e leia as instruções, essas passagens promocionais não permitem reembolso em caso de desistência ou perda do voo, seja pelo motivo que for, algumas perde-se o valor total investido, outras tem multas por remarcação, por isso fique bem atenta nesse quesito, leia com atenção antes de comprar!

Segundo: muitas pessoas me enviam e-mails perguntando se já comprei na empresa x ou y, se você tem dúvida de alguma empresa, antes de comprar faça uma pesquisa no Google sobre a empresa, no Reclame Aqui e no TripAdvisor, lá você encontrará comentários de pessoas que já compraram. Lembrando, que sites como Reclame  Aqui, você só encontrará comentários negativos, não encontrará pessoas que tiveram uma experiência positiva, um site que vende milhares de passagens ou pacotes por dia não tem uma taxa 100% de aprovação, por isso, deve-se levar em conta o teor da reclamação e se aquilo te afeta ou não.

 

6- Hospedagem

Depois de fechar as passagens, está na hora de pesquisar a hospedagem. Assim como com as passagens aéreas, o ideal é pesquisar em sites diferentes e comparar os preços, use os sites agregadores, como por exemplo, o Tripadvisor e o Booking. Busque o hotel de acordo com suas necessidades, como por exemplo: tipo de hospedagem, flat, hostel, resort, se precisa ter café da manhã incluso ou não, localização, etc.

Antes de fechar, cheque os reviews e fotos de outros viajantes para não cair em furada, é muito importante também verificar a localidade do hotel, as vezes ficar em um hotel muito distante, apesar de barato, não vale a pena, pois você gastará muito com o deslocamento para os pontos turísticos.

 

7- Transporte

Aqui você irá pesquisar de acordo com a sua necessidade e orçamento. Um site ótimo para te ajudar a comparar os preços e a distância é o Rome2Rio, falei dele aqui.

  • Metrô: se o seu destino tem um bom transporte público, vale a pena investir em um bilhete ilimitado do metrô, como no caso de Nova York;
  • Carro alugado: algumas cidades não possuem um bom sistema de transporte público, neste caso vale a pena alugar um carro para utilizar durante sua estadia;
  • Trem: esta opção é a mais utilizada para quem vai fazer um mochilão pela Europa, um site para te ajudar a organizar é o Rail Europe;
  • Táxi: existem lugares que andar de táxi é muito barato, outros nem tanto, tem opções ainda como Uber, Cabify e app de táxis para pagar no cartão, como o EasyTaxi.

 

8- Pontos Turístico

Essa parte vai mais do seu gosto, eu prefiro montar um roteiro, pesquiso todos os locais interessantes que tem para visitar, seleciono os que mais me interessam e coloco informações do tipo: que horas abre, quanto custa, o endereço, e monto no Google Maps para facilitar e visitar no mesmo dia os locais próximos um do outro. Aqui você também deve encaixar os passeios e restaurantes que cabem no seu bolso, tem opções gratuitas e outras bem caras, vai do seu orçamento e gosto.

 

9- Dinheiro

Esse passo é somente para viagens internacionais.

Depois da viagem montada você vai pesquisar e decidir qual a melhor opção para você levar o dinheiro, usar cartão, comprar cartão pré-pago, sacar dinheiro. Dependendo do que você decidir você precisa tomar algumas providências:

  • Você precisa pesquisar qual a melhor casa de câmbio para trocar o dinheiro, o melhor custo benefício, se é segura e com uma cotação boa. Se é melhor trocar aqui no Brasil ou lá no país. Toda essa informação você consegue pesquisando no Google;
  • Se for usar o cartão, o lado bom é que acumula milhas, o ruim é que paga IOF e a cotação só fecha no final da fatura.
  • Cartão pré pago também paga IOF, o lado bom é que é mais seguro do que levar dinheiro.
  • Sacar dinheiro também é uma opção segura, mas tem que levar em conta que antes de viajar precisa desbloquear essa opção no seu banco, paga-se uma taxa e nem todos os lugares tem caixas para saque.

 

10 – Reservas e itens extras

Existem locais que você precisa reservar com antecedência, alguns restaurantes, shows, parques e etc.

Quando você montar o seu roteiro, terá pesquisado sobre os pontos turísticos e saberá se precisa ou não comprar antes ou reservar.

Lembre-se também de verificar outros itens, se precisa de passaporte para viajar para aquele local, visto, alguma vacina, seguro, essas coisas, para que você não esqueça nada e não tenha nenhuma surpresa durante a sua viagem!

 

Essas foram as minhas dicas para montar a sua viagem sozinha, quanto mais você planejar a sua viagem por conta própria, mais fácil e rápido será! Você  vai pegar o jeito 😉

Espero que esse Guia de Viagem te ajude! Qualquer dúvida é só perguntar!

Boa viagem!

By Simone Freitas

Carioca, empreendedora, travel hacking e fundadora do Projeto Viajando Sempre. Apaixonada pelo mundo e dependente de viagens, lugares exóticos e um bom drink a beira mar! Sempre em busca do próximo destino!!

Comentários

37 thoughts on “Guia de Viagem – 10 Dicas para Viajar por Conta Própria”

Deixe uma resposta

  • Realizei meu sonho e me hospedei em um barco 😍  o @wikkelhouse é muito fofo gente! E luxuoso, tinha até jacuzzi 💆🏼‍♀️
@wikkelhouse é todo sustentável e foi projetado no design de um barco, mas sem perder o conforto de uma casa.

Tem duas camas de casal, cozinha equipada com fogão e geladeira, todos os utensílios domésticos, sofá, mesa e até projetor para assistir um filmezinho com o mozão ou com os amigos.

Não vejo a hora de poder viajar novamente e me hospedar lá novamente 😍

E você? Qual o lugar que você quer visitar quando essa pandemia passar?

Já podemos ir sonhando 💁🏼‍♀️
  • CORONAVIRUS 🔴
Como está a situação na sua cidade ou país?? Se você tem viagem marcada para os lugares onde tem pico de incidência não vá!
As companhias aéreas estão remarcando sem custo!

Cuidados: -Evite colocar as mãos nos lugares e depois no olho ou na boca.
- lavar aos mãos constantemente, use álcool em gel
- se for tossir ou espirrar cubra com os braços, não com as mãos 
Sintomas: - tosse seca - febre - nariz escorrendo
- dificuldade de respirar - algumas pessoas apresentam dor de garganta 
Se apresentar sintomas procure um médico!

Não adianta pânico gente! Isso só piora a situação, outras gripes como essa já existiram, olha a H1N1 (gripe suína), vamos evitar, mas sem pânico!
  • Virei Criança 🤪

Literalmente virei criança quando fui no Unicórnio café em Bangkok 
O café é temático e atrai um monte de turistas, lá toda a decoração é de Unicórnio e o cardápio também é temático.

Você pode alugar a fantasia de Unicórnio ( pago a parte)

E a dica é para chegar faltando meia hora para fechar, como todo ponto turístico instagramavel virou febre e lota. Eu fui meia hora antes de fechar e estava V-A-Z-I-O😱

Horário de funcionamento: 12:00 às 20:00

Como é lá dentro, o cardápio e os preços eu coloquei lá nos destaques de Bangkok.

Já salva aí essa dica 🤗
  • Tantas fotos para postar da Tailândia e eu não consigo escolher 🤭

Chiang Mai é a segunda maior cidade da Tailândia e tem mais de 300 templos 😱

O meu preferido foi esse aí da foto, o Doi Suthep, é lindo, todo dourado.

Foi construído em cima de uma montanha. 
Para chegar lá você pode subir 300 degraus (parece muito, mas é fácil) ou pegar um elevador🙏🏻🙌🏻 Tem um mirante lindo para tirar fotos, vá na hora do pôr do sol!

Quando eu fui eu recebi a bênção de um dos monges, qualquer um pode recebe, não precisa ser budista.

Chegamos lá de tuk tuk, diversão garantida.

Detalhes lá nos destaques de Chiang Mai 🤗
  • Nesse Vídeo eu te Mostro 6 Looks de Viagem para Você Usar no Frio
Cabe em uma mala de mão 🤗
  • INDESCRITÍVEL!

Ano passado eu participei do Festival das Lanternas em Chiang Mai e foi mágico 😍
Sabe aquela energia de todo mundos desejando coisas boas ao mesmo tempo? Então, foi isso que eu senti, essa vibe!

O Festival das Lanternas( Yi Peng) acontece sempre no mês de Novembro, mas a data muda, é sempre na décima segunda lua cheia do calendário lunar Tailandês.

Segundo a crença budista, lançar a lanterna traz boa sorte, principalmente se ela sumir de vista no céu escuro. Hoje em dia a galera faz um pedido Muita gente faz um pedido e libera toda a energia negativa do ano, ou seja, só coisas boas!

A cidade é toda decorada para a festividade e até o aeroporto fecha para o lançamento das lanternas ocorrer em segurança.

Tem horário e locais autorizados para a soltura das lanternas, o material é biodegradável e leve para que não voe até muito longe 
As lanternas são feitas 
Essa foto aí foi em uma festa privada, no qual você paga para entrar, mas você pode conferir o festival da rua tbm, é grátis mas não tem essa imagem bonita de todo mundo soltando junto, ao mesmo tempo as lanternas.

As festas são caras em torno de 150 dólares e esgotam super rápido, por isso planeje com antecedência.

Coloquei mais detalhes lá nos destaques de Chiang Mai
  • BLUE TEMPLE

Para chegar lá partimos de Chiang Mai até Chiang Rai
de carro (excursão). Nesse dia visitei também o Templo Branco.

Uma dica é chegar superrrr cedo, para conseguir tirar uma foto sozinha e lógico terá que escolher entre ir primeiro no Templo branco ou no azul para a foto solitária.

Eu gostei mais do Templo Azul, apesar de o branco ser enorme e mais imponente, eu achei o templo azul mais fotogênico 🤭

Os detalhes, preços, distância. Tudo lá nos destaques de Chiang Mai
  • TURISMO ANIMAL

Usar elefantes como meio de transporte é uma prática legal na Tailândia, porém é extremamente nocivo aos animais, mas é uma prática legal no país.

Por isso, existem Santuários que resgatam os elefantes que sofreram maus tratos e fazem um trabalho de conscientização.

No Jungle Sanctuary eles fazem um trabalho de resgatar e reabilitar esses animais. Com o valor dos ingressos dos visitantes eles conseguem manter o local, além de educar as pessoas sobre o turismo consciente.
É muito lindo ver o quanto esses elefantes melhoraram após o resgate. 🥰

Hoje em dia eu procuro ser mais consciente com as minhas ações. 
Principalmente com o trurismo animal, podemos errar por não saber, mas sempre podemos aprender e melhorar.

Procuro mudar alguns hábitos de forma a contribuir para um consumo consciente, algumas coisas comecei por obrigação e outras por vontade própria.

Moro na Irlanda e aqui a reciclagem é obrigatório, assim como levar a sua própria sacola, duas práticas que de início são chatas, mas que viram hábito e são fáceis e contribuem em muito para o meio ambiente.
Recentemente me tornei vegetariana, são pequeno passos que dou em prol do que acredito ser benéfico.

Quais mudanças você adotou recentemente?

SIGA @PROJETOVIAJANDOSEMPRE